quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Laços Em Ruína

Assistindo tv. Sex n' the city. Do outro lado da rua, uma criança brinca com o cachorro do vizinho. Ouço sirenes, carros passando pela avenida principal, pessoas com carrinhos de feira indo ao supermercado. Hoje é um dia normal. Hoje é um dia comum.
Do outro lado da cidade, o que pode estar acontecendo?
Pessoas levando a vida a sua maneira, pessoas cometendo erros, pessoas sorrindo. Está tudo bem. Hoje é um dia normal.
No Brasil, pessoas enriquecem com o trabalho de outros. Alguns obtem L.E.R. e não sabem. A vida continua ao passo de que está tudo bem. Nós, brasileiros, temos uma memória curta, aprendemos a ignorar a realidade distante dos outros. Mas não tem problema, hoje é um dia normal.
Próximo a República Dominicana, o que pode estar acontecendo?
Mais precisamente no Haiti. Mais detalhadamente, Porto Príncipe.
Aproximadamente, 100 mil pessoas estão mortas devido ao terremoto que abalou esse pequeno país, aonde 47% da população não sabe escrever o próprio nome.
Milhares de pessoas continuam soterradas, as famílias perderam o seus entes queridos, crianças morreram sem terem a oportunidade de conhecer a vida. Mas está tudo bem. Hoje é um dia normal.
Ao redor do mundo, quem poderá ajudar essas pessoas? Apenas um hospital funciona em toda a região, os outros foram destruídos. O Presidente Lula declarou 3 dias de luto. O Presidente Obama intensificará as buscas. Os que sobreviveram, dormem nas ruas, diante de pedras e pessoas mortas. Mas está tudo bem.
Afinal, era para acontecer, pessoas morrem todos os dias, certo? Era o destino. E está tudo bem.
Sua vida vai continuar, sua família estará a salvo, você vai encontrar algum motivo para sorrir. Você vai superar essa, vai esquecer. Já esqueceu. E não importa quantas vezes isso aconteça, o mundo não vai parar.
Sempre fui da opinião de que o mundo precisa de algo mais do que amor. O mundo precisa de pessoas que ainda tem o que restou de humanidade dentro de cada Homem. Por isso eu digo que as pessoas que vão salvar o mundo não serão as que possuem maior poder aquisitivo ou com o melhor discurso. Salvarão o mundo aqueles que tem a consciência e a sensibilidade de se sensibilizar com outra pessoa, de compreender e respeitar o espaço de cada um.
É disso que precisamos, muito mais do que pena ou indiferença pela vida dos outros. Mais tudo bem, hoje é um dia normal.

Sem mais, Laço.

3 comentários:

  1. Oii :)
    Adorei o seu post.
    Concordo plenamente com suas palavras, nós humanos precisamos ás vezes de palavras como a sua para percebemos que outros como nós estão sofrendo e precisam de alguém.
    Beijinho ;*

    ResponderExcluir
  2. Oi Fernanda :D
    Fiquei feliz em saber que ainda existem pessoas como você que se preucupam com os outros. É demasiadamente importante que existam pessoas assim, que amam e sabem que é impossível ser feliz sozinho.
    Beijos,
    Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vasculhando o começo do seu blog, me fazes pensar o quanto eu não fiz nada por aquelas pessoas, além de não sentir a dor que elas sentiram/sentem... E o quanto tive pena no memento. E nada disso, junto com milhares de pessoas que por acaso, também sentiram, não amenizou em nada. E depois de uma semana, vidas e mais vidas seguiram suas vidas como num dia normal.

      Excluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...