quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Sonho-expresso, por favor.

Tanta coisa em comum e mesmo assim, tem vezes que eu me sinto tão previsível perto de você...
É que as minhas palavras não são novidades para os teus ouvidos. Elas são velhas. Você conhece-as tão bem quanto eu.
Já faz algum tempo que eu venho tentando dizer-lhe isso.
Eu te amo.
Que outra forma há de se dizer?
Poderia encarar essa chuva para vê-lo.
Se ao menos eu soubesse que estaria acordado... Eu iria.
Mas se a chuva fosse um empecilho, eu permaneceria onde estou e aguardaria ansiosa a sua chegada.
Eu sentiria o meu coração parar cada vez que o seu olhar se perdesse em mim, eu perderia os sentidos e de um instante a outro, perderia as expressões.
Você, como sempre, teria as palavras que soam tão certas na ponta da língua e que de algum modo, me envergonhariam. Já sinto minhas bochechas arderem.
Mas nada mudou. Você está aí, adormecendo ao som das gotas de chuva deslizando suavemente pelo chão...
E eu estou aqui, vasculhando os meus pensamentos em busca de idéias. Chega a ser incessante, eu não consigo parar! Deve haver... Deve haver algum modo de demonstrar todo o afeto que sinto por você.
Talvez se você morasse dentro dos meus olhos, você compreenderia...
No despertar da alvorada, presenciaria o meu caminho de todo o dia. Veria o quanto eu me esforço para afastá-lo dos meus pensamentos, para que assim, eu consiga me concentrar nas atividades que a mim foram impostas... É muito difícil, sabe? A realidade não é lá essas coisas. Aliás, eu ouço muito por aí “menina, você tem que colocar os pés no chão”, acho idiotice. E se eu perder uma chance de voar?
Durante a tarde até o anoitecer, você, que vive dentro de mim, veria os meus olhos entristecerem gradualmente... É inevitável, todos os dias eu me sinto assim. Você me faz um bem danado e quando eu não te tenho por perto, é como se o dia fosse em vão – se os meus sorrisos são seus, porque tenho que compartilhar com outros?
Ah se você vivesse nos meus olhos!...
Seria mais fácil dizer “eu te amo”, acordar seria adorável...
Mas o que eu estou dizendo? Ainda está chovendo lá fora. Você, com certeza, já adormeceu. E eu, mais uma vez estou aqui, confesso que um pouco cansada de tanto esperar... Mas a vida é assim, não é mesmo? Simplesmente não acontece quando a gente quer. Por isso, eu esperarei. Algum dia as palavras certas me aparecerão.

Metade de mim, cada vez mais, é você por inteiro. Eu, amo. Você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...