domingo, 10 de abril de 2011

Enquanto você dormia


Prometo não me compor por falsa modéstia quando você me rodear com os seus braços, enquanto espera alguma resposta sobre a última frase proferida por seus lábios. "Eu não sei viver sem você." De uma maneira ou de outra meu sorriso vai me entregar, mas não é novidade para os seus ouvidos o que eu pretendo dizer agora - e assim, nós podemos caminhar de mãos dadas por qualquer lugar, desviando das gotas de chuva e do mal tempo, que até hoje me surpreende com suas mudanças repentinas, até mesmo mais comuns do que a oscilação do meu humor.
E quando finalmente descansamos as pernas de tanto andar por aí, eu ligo a tv para assistir a velha e tediante programação de domingo, enquanto você deita no meu colo e adormece - assim, como se fosse fácil pregar os olhos enquanto o tempo passa, como se eu tivesse lhe prometido não ir embora, nunca mais.
Então eu abaixo o volume da tv para não atrapalhar o teu sono. Acaricio o seu rosto, sua pele, sempre com o cuidado de não te acordar. Você não se mexe por nada, chego até a imaginar o que se passa nos seus pensamentos neste instante.
Parece tão fácil viver assim... Eu poderia jurar que me sentiria imensamente feliz se todos os meus dias fossem como o de hoje. Se toda a despedida fosse temporária, se todo o meu amor coubesse num beijo de boa noite.

Um comentário:

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...