quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Combinações Imprevisíveis

Na maior parte do tempo, minhas ações não refletem no meu pensamento. Sou tão impulsiva e intuitiva, que quando dou por mim, lá estou eu fazendo merda, desperdiçando minutos pedindo desculpas quando poderia muito bem estar tranquila e sossegada.
Não sei se isso se deve ao fato de eu ser caçula, mas numa discussão, tenho sempre a impressão – lê-se: certeza – de que a grande errada da história sou eu. Talvez por gritar demais quando deveria manter-me em silêncio ou ficar calada quando deveria dizer, nunca encontrei o meio-termo ideal para evitar conflitos.
O fato é que eu vou te magoar.
Se eu quero? Não.
Se eu escolho? Talvez.
A questão é que eu não sei agir do modo certo com ninguém. Não sei quando devo parar.
E também não sei quando tomei a decisão mais... Sensata? Não. “Mais certa”.
No final das contas, sou só eu com a minha consciência ressaltando aos meus ouvidos de que mais uma vez, optei pelo caminho errado.
A novela se inicia antes mesmo que eu possa indagar “onde foi que eu errei com você?”: lágrimas escorrendo pelo meu rosto manchando meus olhos de rímel, mãos tremendo, sensação de perda, de frio, de só.
Só depois de algumas noites, que eu volto a me questionar... Porque levo a culpa do mundo em meus ombros? Porque tomo conta dos meus erros, quando deveria estar dando atenção aos meus acertos? Eu gostaria de saber ao menos uma vez, qual é a sensação de estar livre de qualquer medo de errar. Insegurança, cobrança, timidez... Poderia dar “adeus” a essas emoções – consigo até me enxergar nessa cena dramática: estou livre de vocês! Suas inúteis!
E aí então, eu desaceleraria... Viveria cada emoção tão intensamente que seria necessário um pouco mais de escolhas para me parar. De mim, cobraria apenas a minha própria satisfação e felicidade. Tenho permissão para me deixar permitir, certo?


Para esta noite, que tal The Beatles, com Let It Be?
Lembre-se: não podemos mudar o que fizemos no passado, mas podemos fazer difente no futuro.
A questão é: estamos prontos para recomeçar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...