segunda-feira, 23 de julho de 2012

Sonhando alto


Noite passada eu sonhei com a nossa casa. Estava voltando da faculdade com as mãos ocupadas – em uma estavam os livros e na outra, o molho de chaves, me virando da maneira que podia para poder separar àquela que abriria o apartamento.

Surpresa foi a minha, quando descobri que o meu esforço foi em vão, pois a porta estava ligeiramente aberta, e de fora deu para ver apenas uma luz fraca iluminando a sala. Achei estranho, pois já passara da meia-noite e ambos sabemos que já era hora de dormir.

Entrei sem fazer barulho, larguei os livros em cima da bancada da cozinha e com os passos leves, caminhei em direção a sala.

De início, imaginei que a falta de sono e o cansaço tinham pregado uma peça na minha mente, mas qual foi o meu espanto, quando eu cai em mim e admiti que o que estava na minha frente era real: você, algumas velas estrategicamente colocadas apenas para iluminar os nossos rostos, um vinho aberto e duas taças que compunham uma mesa linda, beleza que eu nunca havia deslumbrado antes.

Você me pegou pelas mãos e afastou a cadeira para que eu sentasse. Eu tinha por volta dos meus vintes anos e você estava terminando o técnico. Tínhamos a nossa casa, a moto que eu demorei anos para comprar, um escritório que você fez questão de decorar e uma porção de livros para colocar nas estantes novas.

Havia sido um dia estressante, com vários trechos do Machado de Assis para eu anotar na faculdade, um trem que não chegava nunca e ainda uma pilha de livros que deixou meu braço dolorido por um tempão.

No entanto, quando eu olhei você sorrindo pra mim, com os braços abertos, e a expectativa nos seus olhos, tudo ficou mais leve – tão leve, que eu me senti zonza por um segundo. Você deixou um dia que tinha tudo para acabar com uma tremenda dor de cabeça num dos momentos mais felizes da minha vida.

Acordei hoje de manhã tão assustada, porque para mim, todo o sonho tinha sido real – eu podia jurar que senti o toque dos seus lábios no meu, o calor do seu abraço me envolvendo e até mesmo a emoção que eu senti quando cheguei em casa. Na nossa casa.


Gente, curtam a página do blog no facebook: http://www.facebook.com/olacocorderosa beijão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...