sábado, 4 de agosto de 2012

Carta I

Meu bem, eu sei que eu não sou a pessoa mais amável do mundo. Nem mesmo chego perto de ser adorável. Mas a letra "a" nunca foi o meu forte. Eu sei que eu erro demais, que a minha teimosia já me custou caro, que você, aos berros e gestos deixou bem claro o que iria acontecer comigo se eu não parasse de me comportar assim. Mas você também precisa entender que eu preciso viver tudo antes de me corrigir assim, sem razão. Não pode me proteger para sempre. Suas intenções são boas - disso eu nunca duvidei -, mas algo no tom da sua voz me faz recuar cada vez que você dá sermão. Não sei se é a idade, só sei que não tenho mais saco pra isso. 

Eu não sou a mulher mais certinha do mundo, as vezes eu não consigo segurar a grosseria ou a própria língua na hora da discussão, mas em contrapartida, quantas foram as noites que vocês ficaram acordados imaginando aonde eu estaria? Ou quantas advertências eu já levei, sendo na época da escola ou no trabalho? Alguma dor de cabeça esporádica depois dos meus 7 anos? Acho que não. 

E querem saber, meus queridos leitores? Vocês podem fazer tudo certo, não mentir, não atrasar com os horários, tirar notas boas na faculdade ou no colégio, mas uma pisada de bola que você der, o bicho come. Vai entender a filosofia dos pais.

Desabafo meu.

Perguntas? http://ask.fm/rocknrollpolo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...