domingo, 16 de dezembro de 2012

Livro da semana: Til, de José de Alencar

 
Faz tempo que eu não lia um livro nacional. Estou tão acostumada em encontrar nas livrarias os autores estrangeiros, que eu nem procurava um outro tipo de livro pra ler. As vezes isso acontece, por exemplo, em agosto, eu fiquei numa febre por Nicholas Sparks que vocês não acreditam. Era um livro atrás do outro, até carteria na biblioteca municipal eu fiz pra poder pegar mais obras desse escritor. Depois de um tempo, enjoei da narrativa e dei uma (breve) pausa.
 
Foi num dia qualquer depois do trabalho, que com um dinheiro a mais no bolso resolvi passar rapidinho numa livraria de shopping pra conhecer as novidades desse mundo literário. Encontrei na vitrine o Cinquenta Tons de Cinza e não me surpreendi. Esse livro vendeu como água. A minha sogra o estava devorando até uns dias atrás. Ouvi tantos comentários, tantos depoimentos sobre a série que resolvi comprar. Mas ainda assim, não estava satisfeita. Queria um outro livro, algo diferente de tudo o que eu já li.
 
Lembrei então que nas aulas de literatura do cursinho, o meu professor falou sobre um livro chamado Til. Isso mesmo, "Til, uma obra de José de Alencar publicada em 1872, que narra o cotidiano numa fazenda do interior paulista do século XIX. Berta, também conhecida pelo apelido Til, é a típica heroína romântica de alma bondosa que se sacrifica em prol de todos". Fonte.
 
 
Como vocês sabem, eu não costumo resumir aqui no blog os livros que eu leio, porque eu acho que tira o encanto da leitura, por isso eu prefiro escrever brevemente sobre, e assim, atiçar a curiosidade de vocês! Hahaha.
 
O que mais me encantou foi a personagem Berta e Jão Fera. Berta, pela sua generosidade e bondade incondicional. Uma garota doce, que não culpa a vida pela história que tem. De uma beleza muitas vezes citadas (por muitos pontos de vista), Berta é a personagem principal do livro, o fio que enlaceia todos os outros personagens. Jão Fera, pelo modo como ele reage a tanto sofrimento e tanto amor. Jão Fera é especial. Há um trecho no livro em que o narrador define o amor de Jão Fera por Besita, a mãe de Berta: seu amor era infindo; chegava para encher o deserto. Preciso dizer mais?
 
Meninas, vocês que gostam de ler e já se esqueceram o que é ler um livro brasileiro, super-indico Til. Vocês vão amar cada detalhe e cada capítulo dessa história. E vão se impressionar com a reviravolta que o destino dá na vida de cada personagem. Vale a pena ler!
 
Resumo da obra, aqui.
 
Por hoje é só, meus queridos.
 
Beijos,



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...