domingo, 24 de fevereiro de 2013

Livro da Semana: Preconceito Linguístico, do Marcos Bagno


Quando foi a última vez que eu tirei a foto do livro junto com o livro? Hehehe, acho que nunca, né? Ou seja: esse livro foi um divisor de águas na minha vida.

Você deve estar se perguntando, "nossa, Ana, e o que esse livro tem de tão especial, menina?" - eu te respondo: ele mudou completamente a minha visão em relação a maneira como as pessoas se comunicam e escrevem.

Sabe aquela pessoa que quando vê um erro ortográfico na rua ou mesmo num texto, já tem vontade de corrigir ou de dar um tiro no pé? Hahaha, hipérbole à parte, eu era exatamente assim, e também acreditava que só havia um modo de falar - utilizando a norma padrão ou a norma culta. Eu ouvia alguém dizer "pega aquela calça pra mim vestir" e pensava: ai meu fígado!


Mas o Marcos Bagno apareceu na minha vida de caloura para tirar de vez esse preconceito, que eu nem enxergava como tal. Ele me mostrou, através dos seus deliciosos capítulos, que não existe uma maneira única de se falar, que todo o falante sabe a sua língua nativa e que ninguém fala ou escreve errado porque quer errar, mas sim, porque quer acertar. Uma pessoa que escreve CHÍCARA ao invés de XÍCARA não é burra ou inculta, ela está apenas seguindo uma lógica, pois CHINELO tem o mesmo som e se escreve com CH - ora, e porque xícara não segue a mesma regra?

Além disso, Marcos quebra de vez o paradigma de que é difícil aprender a língua portuguesa. Não é que ela é difícil, mas é que nas escolas estamos acostumados a aprender a gramática através de exercícios com frases soltas e utilizando a norma culta e padrão - normas que não costumamos usar nos diálogos do dia-a-dia. É necessário que o estudante do ensino médio aprenda a interpretar um texto e não fazer uma análise sintática de alguma frase sem sentido...

Enfim, muitas questões são comentadas e debatidas nesse livro e Marcos Bagno utiliza uma linguagem muito simples e eficaz, sendo assim, eu indico esses livros a todos os amantes da língua portuguesa e também, para aqueles que querem conhecer mais sobre o preconceito linguístico - uma exclusão social pouco comentada na mídia em geral.

É isso. 

Um beijo,

10 comentários:

  1. Parece ser muito bom mesmo, vou procurar por aqui haha
    Seguindo aqui e amando
    bjo bjo
    minhamaniaa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure sim, minha querida e depois me conte se gostou!

      Excluir
  2. Atiçou minha curiosidade, vou ler urgente o livro, muito legal o seu blog, devo confessar que também tenho este preconceito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Déa, fico feliz que você tenha gostado do meu cantinho, você sempre será bem vinda aqui! Leia sim e depois me conte se gostou!

      Excluir
  3. J.M - Bahia

    Já li alguns trechos em PDF e comprei o livro hoje, essa mesma edição da foto. Viciante!!!

    ResponderExcluir
  4. Já dizia Ataliba Castilho: "Errado é um falar e o outro não entender"

    ResponderExcluir
  5. Indico também a Língua de Eulália, do mesmo autor. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...