quinta-feira, 14 de março de 2013

A poesia que vive em mim - Vinicius de Moraes

Soneto da Fidelidade

Ternura

Quando tudo começou...

Obrigada, Vinicius. Obrigada por despertar em mim a vontade de transpor em palavras e versos tudo o que habitava no meu coraçãozinho. Obrigada por me mostrar sutilmente, a leveza que o amor pode ter. A felicidade se tornou um vício. Sobre as rimas, só posso dizer que todas me encantaram do início ao fim de cada soneto - e sobre as músicas, bem... digamos que foram muitas tardes ao som das suas notas. 

Hoje é o dia da poesia. Meu homenageado é Vinicius de Moraes, o poeta que deixou para nós, leitores, um mundo de versos, canções e poemas. Obrigada!

Um comentário:

  1. O que Vinicius, Tom e João Gilberto fizeram foi a melhor coisa que o Brasil já teve se tratando de música. Depois vieram muitos outros tão bons quanto, como: Chico, Caetano, Gil etc...

    Vinicius é um mestre da poesia, um gigante.

    Os que eu mais gosto são:

    Poética I e Poética II

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...