segunda-feira, 18 de março de 2013

Livro de Metrô: Poemas Antropológicos, do Solano Trindade


A segunda-feira amanheceu cinza na minha cidade. Foi difícil acordar, viu gente. Me arrumei, tomei o meu café-da-manhã e fui direto para a estação. Eu não sei se eu já comentei com vocês, mas eu costumo demorar 40 minutos pra chegar na faculdade e pra não passar esse tempo sem fazer absolutamente nada, correndo o risco de pegar no sono, eu comecei a ler no metrô. 


Escolhi no montinho de "livros pra ler" (vai me dizer que você não tem um?) esse livro de poesias do Solano Trindade. Confesso que eu nunca tinha ouvido falar dele antes, mas me arrependi logo de cara. O poeta tem uma sensibilidade tremenda, além da sua notável sinceridade ao narrar os acontecimentos da sua vida.


O livro é separado por temas, sendo estes 1) Vida, nossa vida; 2) Deuses e raízes; 3) Amor à flor da pele; 4) Resistência e luta. O que mais me chamou a atenção no Solano, foi a preocupação constante dele com o povo e a sua constante luta - o trabalho para garantir os bens indispensáveis e a subsistência, o estudo para o acesso à cultura e principalmente a sua maior luta, contra o preconceito racial. 

Conversa com Luci

Está aqui a dica para os leitores que gostam da poesia brasileira. Obrigada Carla, por me emprestar esse mundo maravilhoso do Solano Trindade.

2 comentários:

  1. Eu vi o livro, parece bom. Peça a Carla pra me emprestar também hahaha.

    Nelson mais uma vez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom! Você que gosta de poesia, com certeza vai se encantar com o mundo do Solano...

      Excluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...