terça-feira, 28 de maio de 2013

Inspiração: máquinas de escrever


Desde pequena eu tenho vontade de ter uma máquina de escrever - dessas bem antigas, que encontramos em lojinhas retrô no interior da cidade. O que mais me atrai é a simplicidade, o "tec" "tec" "tec" de cada letrinha sendo escrita e o fato de ser toda manual. 


Escrever então, se torna muito parecido com uma obra de arte, pois conforme você datilografa, o resultado já aparece na sua frente, as páginas se acumulam e quando se dá conta, as suas ideias estão ali, praticamente em suas mãos. Muito louco, não?

créditos na imagem

Alguns escritores que eu amo escreveram em máquinas como essas. Clarice Lispector, Agatha Christie, Nicholas Sparks, são alguns exemplos. Encontrei uma foto rara do Bob Dylan diante de uma. Ahhh, essas máquinas! 

créditos da imagem (montagem feita por mim)

Pra quem se interessar, eu encontrei dois lugares em São Paulo que além de vender, também oferecem assistência técnica! A primeira é a Benetron e a segunda é a Condez. A média de preço é R$150,00. 

E vocês, leitores, tem máquina de escrever? Se sim, qual é a sensação? Se não, já tiveram vontade? Contem pra mim :-) observação: habilitei os comentários nas postagens pelo facebook! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...