domingo, 23 de junho de 2013

A felicidade em atos


A felicidade não precisa virar rotina, seria bom que ela fosse presente todos os dias, mas sempre em atos diferentes. 

Não precisa vir acompanhada de presentes ou enfeitada com boas palavras. Poderia ser em gestos - sim, pois há muito tempo que venho trocando frases por ações. No final das contas, acho que fiz uma boa escolha.

Poderia chegar de manhã, me tirando da cama e me convidando a abrir as janelas do quarto e experimentar aquela brisa boa que o vento traz logo cedo. Se eu me convencesse a ficar mais um pouco, assistiria de camarote ao maior espetáculo da vida: o nascer do sol - e com ele, a revitalização da esperança.

Não me incomodaria se viesse acompanhada de alguém especial, vestindo calça jeans e me olhando nos olhos. Poderia ser alguém assim, alguns centímetros mais alto que eu. 

Não me apego muito do modo como chega, mas aprecio a sua permanência, aquele instante em que os problemas se tornam insignificantes. A felicidade tem dessas. Ela chega sem avisar, fica, coloca um sorriso bobo no seu rosto, acalma a sua ansiedade e depois se despede. 

Pode ser que hoje ela fique mais. Poder ser que hoje ela me acompanhe na academia, no trabalho e na faculdade. Pode ser que ela me leve a você que chegou até essas linhas. 

Eu só espero que ela venha e que ocupe todo o vazio que existe em mim - e que esses pequenos atos estejam sempre comigo, mas nunca iguais. A felicidade não precisa virar rotina para ser boa, precisa ser sentida e guardada, vivida e muito bem vivida! Sem arrependimentos. 

Viva a felicidade em atos!

Um comentário:

  1. Owwwwwn, adoreiii!!! Bem lindo o textinho, concordo mt com você <33

    Te convido participar do sorteio de um colar de cruz que tá rolando lá no blog
    http://www.garotadabossa.com/2013/06/sorteio_11.html
    Beijos, Mari.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...