terça-feira, 11 de junho de 2013

Livro da semana: Dom Casmurro, Machado de Assis


Terminei o livro Dom Casmurro hoje de manhã por volta das sete horas enquanto estava indo à faculdade. Assim que as últimas páginas foram lidas comecei a sentir um aperto no coração. Quando o último parágrafo anunciou o fim da leitura, aí não teve jeito - fechei os olhos e deixei aquela sensação tomar conta de mim. Frases como "e agora, o que vai ser da minha vida?" passaram pela minha cabeça, não vou negar. 

- Ó, Machado, porque não deixaste uma continuação? Um pedaço de papel qualquer que acabasse com esse martírio. Qualquer linha, mesmo que em testamento, que anunciasse a minha terrível desconfiança? Por quê fizeste isso comigo?...

Isso, meus caros leitores, se chama depressão pós-livro. Se você já teve, sabe bem como é. Se você ainda não teve, torço para que continue assim, pois por longos três dias eu viverei essa angústia. 

Capitu, infiel ou não? Bentinho, doido de pedra ou apenas um apaixonado? 


Não sei, não sei. Tudo não passa de conspirações. Tenho a minha opinião, claro, mas isso você saberá no final da postagem. Vamos agora, a uma pequena resenha (adaptada) que o livro traz consigo:

O ano era de 1857. Bentinho, filho de um já falecido fazendeiro e deputado, se vê diante de uma promessa que sua mãe, Dona Glória, fizera assim que ele nasceu: torná-lo padre.

O menino percebe que isso o separaria de sua "primeira amiga": a Capitu (apelido de Capitolina), filha de um modesto funcionário público, o Pádua, seu vizinho. Após longa sucessão de artimanhas para libertá-lo da promessa feita, Bentinho e Capitu casam-se em 1865 e têm um filho, Ezequiel. No entanto, o casamento não dura muito: o ciúme de Bentinho leva ao seu esfriamento e inevitável dissolução. Bentinho desconfia de que Ezequiel não é seu filho, mas sim de seu melhor amigo, Escobar. As semelhanças, para ele, são nítidas.

Para Bentinho, a traição é clara. Para nós, ainda existem dúvidas e contradições. Uns dizem que sim, ela traiu, outro, dizem que não, inocentando a Capitu. O que todos concordam, imagino eu, é que o modo de contar a história é muito mais importante do que a própria história. Machado de Assis conseguiu plantar dentro de nós a semente da dúvida, dos argumentos e dos debates que giram em torno desse adultério. 


Querem saber a minha opinião?

Ela traiu, sim. Agora, os argumentos:

1) A semelhança de Ezequiel com Escobar;

2) Os dois momentos em que Bentinho não estava em casa e o seu melhor amigo tinha ido lá, uma em segredo e a outra, enquanto ele estava no teatro;

3) A maneira como Dona Glória passou a tratar Capitu após o nascimento do Ezequiel, como se desconfiasse do adultério da nora.

@olacocorderosa

Bem, essa é a minha opinião (que provavelmente mudará daqui a uma hora), e eu indico a leitura para que vocês possam tirar as suas próprias conclusões. Machado de Assis me surpreendeu do começo ao fim da leitura, creio que também os surpreenderão. Livros como esse são raros. 

8 comentários:

  1. Belo clássico!!! Passa no meu blog pra conhecer tb, se gostar e seguir, sigo de volta!!!
    www.makeolatras.blogspot.com.br
    Bjsss =]

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nenhum clássico brasileiro, mas pretendo ler.
    http://viajantedosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. ha semelhanças nesse mundo que são inexplicáveis. E a mão de sancha, hein. Nao seria uma traição de bentinho em relação a Capitu tambem

    ResponderExcluir
  4. Desculpa, mas falar para mim que Capitu traiu bentinho é uma ofensa. HEHE, mas, to amando teu blog :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha

      Annie, cada um tirou uma conclusão diferente do livro. A minha é essa que eu expus na postagem. Tenho consciência de que ela pode ter traído sim, como também, não. É uma opinião, apenas! Provavelmente, numa próxima releitura do livro, eu mude de ideia! :)

      Obrigada pelo elogio, será sempre bem-vinda aqui no meu cantinho!

      Excluir
  5. Eu acho que ela traiu... Meu maior argumento: Eles ficaram DOIS anos sem filhos, e do nada ela fica grávida dele? Só pode ter traído.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...