quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Tinha uma pedra

créditos na imagem

Carlos Drummond de Andrade publicou em 1928 na Revista de Antropofagia, o poema que se tornou a sua marca registrada, "No meio do caminho"

O "poema da pedra", como também ficou conhecido, era estruturalmente irregular, sem rima, apenas repetições que conforme fazemos a leitura, pode provocar o riso. 

No meio do caminho tinha uma pedra, tinha uma pedra no meio caminho. 

Recentemente, a minha professora de Teoria Literária pediu para fazermos em grupo, uma análise de dois poemas - adivinhem qual eu escolhi para analisar? Sim, "o poema da pedra". 

Pensei que seria fácil, mas quanto mais eu pesquisava sobre o bendito poema, mas interpretações eu tinha. É por isso que eu gosto tanto das palavras - elas dizem muito mais do que imaginamos, e cada um as entenderá de modo diferente. 

Drummond encontrou uma pedra no meio do caminho. Eu encontrei a insegurança. No final do poema, não sabemos o que o autor fez com a pedra - se a retirou, se a chutou, se a deixou no lugar e desviou o seu caminho. Sabemos apenas que tinha uma pedra no meio do caminho e de que ele nunca se esquecerá desse acontecimento. 

Eu encontrei a insegurança no meio do caminho e por pouco eu me desviei - não quis encará-la como um problema, mas com o tempo eu percebi o quanto eu estava perdendo por deixá-la bem no meio do caminho. Ela me causava ansiedade - e em nada me contribuiu!

Nunca me esquecerei do dia em que eu a encarei e me desfiz de seus temores. Acabou, Drummond. Não tem mais pedra no meu caminho. 

Todos nós temos a ilusão de que os problemas são passageiros, mas se não fizermos nada para mudar, eles permanecerão em nossas vidas e impedirão o nosso progresso. Não deixe que a sua vida fique no meio do caminho, seja por medo, por timidez ou por insegurança. Nós podemos ser e ter o melhor, se acreditarmos que somos capazes. De vez em quando, eu ainda encontro uma pedra, mas não mudo o meu caminho, sigo adiante... Vocês já perceberam que o poema do Drummond começa e termina na pedra? Pois então, a nossa vida não precisa ser assim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...