sábado, 23 de novembro de 2013

Coração de Palavras #8: Amor e Sustos


Eu esperava que alguém sentasse ao meu lado, e fizesse mil promessas do que ainda iríamos fazer. Mas não foi bem assim... Aliás, não é assim com ninguém. É que acostumaram todos nós, desde pequenininhos, que algum príncipe encantado viria nos buscar, principalmente quando estávamos em perigo.

O que as pessoas não entendem, é que amor não é encontrado de uma hora para outra. Amor é como susto que te pega à meia noite, sentada na varanda, lendo seu livro preferido, descabelada e sem maquiagem. Mas não é bem aquele susto que dá raiva, - aliás, sempre odiei levar sustos, mas quando conheci o amor de verdade, passei a gostar mais deles - é um pouco como um susto que te faz tremer, mas dar risada depois, sozinha. 

Dá um medo danado, mas vai cessando aos pouquinhos. Dá até medo de levar outro susto, mas dos ruins mesmo, que dão raiva. Só queria deixar bem claro, que depois de uns sustos - que não foram sustos de verdade -, a gente aprende a separar o que é necessário e o que não faz diferença. E que não adianta ficar esperando alguém aparecer de uma hora para a outra e te salvar, porque ninguém vai. 

Todos querem ser salvos, mas no final, ninguém é. Que o amor mesmo, caro leitor, não é achado. Ele acha você. Só deixar-se amar. E levar sustos.

 Sobre quem te escreveu 

Débora Faria tem 17 anos e mora no Rio de Janeiro. A nossa escritora de hoje é apaixona pela vida, fotografia, moda, livros e videogame. Morre de amores por buldogue francês e por crianças (principalmente as bochechudas). Sonha alto pra caramba, mas vez ou outra tem o pé no chão. 

Quer participar? Leia o post (clique aqui) para conhecer as regras e envie a sua crônica e/ou poema para anapolo@olacocorderosa.com!

5 comentários:

  1. Oi Ana! Gostei muito do texto, e apesar de querer olhar e viver a realidade, não é fácil deixar para trás tudo em que acreditamos a vida toda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! É bom saber que você gostou do meu texto :) Faziam muitos anos que não escrevia nada... Um beijo!

      Excluir
  2. Nossa Liindo texto.
    Um texto simples mais com uma verdade imensa., lindo de se ler,
    parabéns Ana.

    http://timidaconfiantee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Na verdade, quem escreveu o texto fui eu (no finalzinho do texto tem falando mais sobre mim, hehe). É bom ver que você também gostou do meu texto. Um beijo! :)

      Excluir
  3. Oi, Ana, tudo bem?
    Te indiquei numa tag lá no blog <3 Se puder dar uma olhadinha, o link está aqui http://onlyb13.blogspot.com.br/2013/11/uma-tag-diferente.html

    Beijão!

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...