quinta-feira, 19 de junho de 2014

Leitura da semana: Perdão, Leonard Peacock, de Matthew Quick


Terminei de ler hoje os relatos de Leonard Peacock e aqui estou, para contar a vocês um pouquinho sobre sua história.

Hoje é aniversário de dezoito anos do Leonard, mas ninguém se lembrou - nem mesmo sua mãe, Linda, uma mulher extremamente dedicada à moda e completamente alheia ao filho. No entanto, esse pequeno detalhe inicialmente não faz a menor diferença para o Leo, pois hoje será um grande dia - o dia em que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se matar, usando uma arma que foi do avô.


Sim, para ele é um grande dia, pois finalmente poderá dar um fim a toda dor que sente, a toda indiferença que por anos o fez se tornar um menino tímido e estranho aos olhos dos outros. Leonard não consegue enxergar outras saídas para os seus problemas, e arquitetou um plano para executar ao longo do dia. 


Primeiro, ele entregará quatro presentes para pessoas especiais, e é no decorrer das entregas que conhecemos melhor os seus amigos e o próprio Leonard e com isso, somos levados a verdadeira razão pela qual ele quer matar o ex-melhor amigo e se matar em seguida.


Leitores, agora vou dizer o que eu achei desse livro: foi uma leitura pesada e que me deixou muito inquieta. Eu fiquei ansiosa o tempo todo, com receio que no próximo capítulo o Leonard acabasse fazendo uma grande besteira. 


Eu tenho um problema sério com livros e eu juro que estou tentando melhorar, mas é quase impossível pra mim não mergulhar na história, e nesse caso, não foi muito bom. O Lu chegou a pedir para eu interromper a leitura, mas eu precisava saber o que acontece no final. 


É uma ficção, mas vale muito para a vida real.  

Também gravei um vídeo sobre o livro, contando mais detalhes que complementam o post. É um novo projeto aqui do blog, o "Papel de Miolo".


Espero que tenham gostado, leitores! 

Um comentário:

  1. Eu terminei a leitura e tive a mesma sensação que vc! Ficava inquieta, pensativa, com o receio de acontecer uma tragédia a qualquer momento. Gostei muito das falas do professor Shilverman [não lembro o nome dele correto], fizeram com que eu refletisse muito sobre a 2ª Guerra Mundial, holocausto, preconceito e tudo mais. É um livro que muda você de alguma forma e te chateia ao mesmo tempo, por saber que existem muitas pessoas como o Leonard, sozinhas, carentes, deprimidas e que no fim só precisam ser amadas, cuidadas...

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...