sexta-feira, 13 de junho de 2014

Leitura do mês: Mansfield Park, de Jane Austen


Ler Jane Austen é sempre um motivo de felicidade para mim - isso porque os livros dela são surpreendentemente bons e descrevem com detalhes uma sociedade que só posso vivenciar através de suas fiéis palavras. É também uma leitura exigente, que cobra do leitor uma atenção fundamental para a compreensão da narrativa - mas nada que possa desanimar, muito pelo contrário! É um desafio, cuja recompensa é o prazer de uma boa leitura.  


Mansfield Park talvez seja um dos livros mais complexos da escritora. A personagem principal, Fanny Price, é uma heroína silenciosa e observadora, frágil e assustada, que sofre de complexo de inferioridade. Quando pequena, Fanny é levada para Mansfield Park, afim de morar com os seus tios (Sir Thomas e Lady Bertram) e seus filhos (Tom, Edmund, Maria e Júlia) além da Sra. Norris, que tinham melhores condições de vida e consequentemente, poderiam lhe oferecer uma boa educação. 


A separação imediata de seus pais e de seus irmãos foi um grande choque para a menina. A relação com os familiares de Mansfield Park era curiosa, pois Fanny era inferior a eles, mas ao mesmo tempo, superior aos empregados. Ela cresceu sendo ignorada e desprezada por todos e a tia Norris era a mais cruel de todas: fazia questão de lembrar Fanny sua posição dentro da casa e que ela não seria nada se não fossem os tios. O prazer da Sra. Norris era esse e creio que ela seja a personagem mais perversa que Jane Austen criou. No entanto, a Sra. Norris tem uma alta estima pelos seus outros sobrinhos e preciso dizer: ela é uma bajuladora incurável de Lady Bertran e de Sir Thomas.


O consolo de Fanny é seu primo Edmund, que desde que ela chegou em Mansfield Park, foi atencioso e carinhoso com ela. Os dois se tornaram grandes amigos e confidentes, sendo Edmundo o único que se preocupava com a menina frágil e doente. Com o passar dos anos, a amizade entre os primos se fortalecem.


Há muitos eventos importantes no livro, mas o que destaco aqui, é a chegada de Henry e Mary Crawford na vizinhança, irmãos inteligentes e refinados que encantam a todos em Mansfield Park. A única pessoa que não vê bondade nos dois é a observadora Fanny. Mary acaba se apaixonando por Edmund, que corresponde a esse sentimento. Fanny então, é obrigada a ouvir os relatos amorosos de ambos, reprimindo suas opiniões pessoais e o amor que silenciosamente já sentia por ele.


É um livro vibrante que me surpreendeu até as últimas páginas. Uma leitura agradável. Se você já leu Jane Austen, não deixe de procurar esse livro. Valeu, Ari!

 Informações sobre o livro 

Titulo: Mansfield Park
Autora: Jane Austen
Editora: BestBolso
Romance Inglês
ISBN: 978-85-7799-208-9
431 páginas

2 comentários:

  1. Fiquei contente em saber que você gostou do livro, Ana! ^^

    Jane Austen sempre com suas histórias que vão além do "príncipe encantado" (muito além mesmo, porque a Disney precisa se esforçar muito para fazer um príncipe melhor que o Mr. Darcy e o Henry Tilney <3 ). Isso é o que mais me encanta nela. Além disso, toda aquela ironia e o jeito com que ela trabalha com o leitor são coisas que fazem com que ela seja uma das minhas escritoras favoritas.

    Agora você tem que ler a Abadia de Northanger para se apaixonar pelo Henry (para você Mr. Tilney hahahha) ele é maravilhoso, tão bom quanto o Darcy ;)




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, ok Ari! *torcendo para que você tenha o livro e me empreste*

      Excluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...