segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Vigésimo aniversário


Sempre gostei de aniversários. Apesar de contar nos dedos de uma mão quantas festas tive, acredito que essa é uma data importante e que deve sim, ser comemorada com todos os clichês já conhecidos e vivenciados. Hoje foi o seu vigésimo aniversário. Já te conheço a cinco anos e o combo olhos verdes + sorriso ainda me deixam desconcertada (espero que esse adjetivo soe bem). Vou escrevendo sem olhar as vírgulas que deixei no caminho - não gosto de pontuações severas, do mesmo jeito que não gosto de chantilly no bolo. Vai entender. Espero que você tenha gostado do seu presente de aniversário. Fazer aquele vídeo com pessoas queridas, dizendo o quão importante você é na vida de cada uma delas, me fez perceber o quão especial você é na minha. E eu não estaria aqui se não fosse por você e todo o afeto que você depositou em mim. E confiança. E paz. E amor, é claro. Todos os encantos bons. Do que eu falava quando comecei a escrever? Já não recordo e nem faço questão... você preencheu todas as linhas, como já é de costume. Eu não me importo. Escrever sobre você de certa forma, é escrever sobre mim também.

Feliz aniversário, Lu.

2 comentários:

  1. Que lindo, Aninha! O amor faz nova todas as coisas. Mesmo as comemorações clichês se tornam mais que especiais quando feitas com amor e pelas pessoas certas.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...