quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Diário de uma estudante de Letras: Tia Ana


As paredes são brancas, as estantes são cinzas e as cadeiras, azuis. Há dez computadores, dois em cada mesa. Há doze estantes repletas de livros do Fundamental II e alguns perdidos do Fundamental I. Matemática, Português, História, Geografia, Ciências, Filosofia, Artes, Sociologia, Inglês... são exemplares e mais exemplares de didáticos e para-didáticos, alguns publicados anos antes de eu nascer. 

Os alunos chegam aos pares, as vezes em trios. Um ou outro vem sozinho; todos vem para estudar, fazer as lições de casa,  os trabalhos em grupo, ler um livro. Antes de sentarem, eles me cumprimentam, me chamam de tia, assinam o caderno de presença. A sala fica cheia, todas as cadeiras ocupadas e eu ando de um lado para o outro, auxiliando nas pesquisas e nas atividades. 

Há uma beleza em tudo isso que só quem ama a licenciatura poderá entender. Há poesia nos cochichos, no ato de erguer a mão para questionar, na organização dos cadernos coloridos com canetinhas brilhantes. Sou da Letras, mas ontem revisei a Guerra das Malvinas, expliquei o que são os números primos, a tradução de "I'm glad you came". Se houver dúvida não importa o assunto, os livros nos auxiliarão, a internet ampliará os métodos já conhecidos, porque se eu sei analisar uma oração subordinada substantiva objetiva direta, também posso saber como funciona o armazenamento de lipídios nos animais. Por que não? 

Está sendo uma experiência interessante trabalhar com adolescentes, com jovens mais jovens do que eu sou hoje. Coloco em prática o que eu aprendo na faculdade e o que eu aprendi professorando para adultos. Contudo, não dá pra criar muita expectativa: alguns são bem comunicativos, outros, preferem estudar sozinhos e me chamam por "Ana". Tudo bem. Que chatice seria se todos fossem iguais. 

4 comentários:

  1. "O conhecimento serve para encantar as pessoas,..." - Mário Sérgio Cortella

    Ao ler o seu texto, me senti neste lugar com você, e na riqueza dos detalhes, percebi o seu amor no que faz. Fiquei encantada! E lembrei dessa frase do Filosofo Cortella, porque o conhecimento que você tem e passa nos encanta! E repito, tão nova e já ensina tão bem rs. Que Deus te abençoe.





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elaine, muito obrigada pelo seu carinho <3 são comentários como o seu que deixam o meu dia mais feliz.

      Excluir
  2. Ai Ana que experiencia gostosa, não vejo a hora de começar a me aventurar assim... vc conta e eu me imagino no seu lugar vivendo tudo isso, e que bom ! eu to no caminho certo ;)

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar O Laço Cor de Rosa. O seu comentário é muito importante para mim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...